ROUBO AGRAVADO A MERCADO TEM UM DOS PILANTRAS PEGOS GRAÇAS A AJUDA DE CIDADÃO!!!

 






A importância da denúncia e o cidadão ser o informante da Polícia, neste roubo agravado a um supermercado na cidade foi essencial, para os competentes agentes da Polícia Militar chegarem a um possível autor do crime de forma imediata. Parabéns pela coragem na denúncia. Acompanhe: Direto do B.O

A equipe foi designada para dar atendimento a uma situação de Roubo em um mercado. Segundo as primeiras informações dois homens utilizando roupas pretas entraram no Estabelecimento insinuando estarem armados subtraíram dinheiro do caixa do Mercado. A equipe realizava patrulhamento pelo bairro Morro Alto quando um homem fez sinal para equipe e relatou que viu um dos autores saindo de um mato e entrando em uma residência apontando a casa, quando a equipe chegou na residência um cidadão o qual estava parado na porta bastante ofegante foi entrar e foi perguntado a esse, masculino de 35 anos, sobre o Roubo ao Mercado sendo respondido que não sabia de nada inclusive que a equipe poderia entrar na sua residência. Ao lado da porta da residência foi localizada uma muda de roupas pretas, calças e moletom, bem como uma camiseta vermelha enrolada e um boné branco e azul onde estavam diversas notas de 2 reais, questionado quanto a origem do dinheiro o mesmo não soube explicar dizendo que havia ganhado o dinheiro trabalhando. A equipe conversou com os vizinhos do local onde ocorrera o crime para verificar a possibilidade de visualizar os circuitos internos de segurança e câmeras, foi possível verificar dois cidadãos vestidos de preto entrando no mercado e ao sair foi possível verificar que um deles aparenta estar com uma camiseta vermelha por baixo do moletom sendo assim as vestes foram levadas até a vitima, a qual disse que era a roupa que um dos autores utilizara durante o Roubo. Questionado novamente sobre o Roubo disse que não tinha nada para falar desta forma, o dinheiro e partes envolvidas foram encaminhas até a Delegacia para as devidas providências.



Comentários