ALEM DA QUEDA DO COMANDO EM GUARAPUAVA, NOVOS NOMES PODEM RODAR NA SEGURANÇA ESTADUAL

 

“Governador Ratinho está na hora de sentarmos (as polícias) para conversar"


Na Assembleia Legislativa a perigosa ação do crime organizado em Guarapuava,  continua sendo a tônica dos discursos dos parlamentares, principalmente daqueles com reduto eleitoral na região central e também Campos Gerais . Quem vem pegando pesado e pedindo novas substituições na alta cúpula de segurança no estado é quem entende do assunto ou seja os deputados da chamada “bancada da bala”.

O mais enfático foi o deputado Coronel Lee, que já comandou o BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais), unidade de elite da PM. 

Além de narrar o acidente que o mesmo se envolveu na companhia de sua  esposa, ao colidir com um dos caminhões em chamas atravessado na BR-277. Lee fez duras críticas ao secretário Rômulo Marinho.

“Governador Ratinho está na hora de sentarmos (as polícias) para conversar, mas não com pessoas como este secretario Coronel Marinho. Deixe segurança para quem entende de segurança”, disse.

O Tenente Coronel Joas, ex comandante do 16 º Batalhão de Polícia Militar, foi o primeiro a entrar na dança das cadeiras, após o episódio chocante em Guarapuava, onde os policias de folga e reserva, com armas e carros próprios defenderam a cidade, sem plano de contingência , afirmado pelo Governo, isto segundo nota dos próprios policiais. Agora novos nomes , no alto do comando podem rodar!!


Comentários