DECISÃO DE GILMAR MENDES PODE AFETAR ELEIÇÕES DE PRESIDENTES DE CÂMARAS MUNICIPAIS E DA PRÓPRIA AL , REELEIÇÃO NÃO PODE MAIS ??




O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes, relator da Ação Direta de Inconstitucionalidade contra dispositivos da Constituição do Paraná e do Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Paraná que permitem a reeleição sucessiva e ilimitada do presidente e demais membros da Mesa Executiva da Assembleia Legislativa, votou pelo provimento parcial da ação, mas não determinou a anulação da última eleição da Mesa, que reconduziu Ademar Traiano (PSDB) para o quarto mandato como presidente da Casa.

O voto de Gilmar Mendes, apresentado ao plenário virtual do STF, limita a “uma reeleição para o mesmo cargo Mesa do Legislativo do Paraná”, independente de ser na mesma legislatura ou não, impedindo que Traiano, se reeleito deputado estadual neste ano, candidate-se a presidente da Assembleia em 2023.


Com esta decisão, muda o jogo sucessório nas Câmaras municipais do Paraná e Brasil. Segue o mesmo rito da AL, Presidentes que já estavam acostumados a reeleição eterna, começam a rever conceitos e procurar lideranças, para entrar no jogo, não como candidatos, agora preferem ser o melhor amigo de um candidato.

Este é o caminho adotado por muitos que encostam em quem pode ajuda los a permanecer no tabuleiro, mesmo não sendo o rei!

Que comecem os jogos… Alias já começou!!!



Comentários