TENDAS SERÃO DESATIVADAS E VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 OCORRERÁ DE FORMA TOTALMENTE DESCENTRALIZADA NAS UBS

 

Segundo a Diretora da Vigilância em Saúde, Chayane Andrade,
esse período serviu para adaptação das equipes e aperfeiçoamento da logística


A partir da próxima segunda-feira (18), as tendas de vacinação da Praça Cândido Xavier não irão mais funcionar. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) dará andamento à última etapa de  descentralização das vacinas contra a Covid-19. Assim, todas as doses serão aplicadas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), incluindo a primeira dose para adolescentes sem comorbidades, conforme cronograma pré-estabelecido e repasse de doses pelo governo federal. 

 

A descentralização iniciou no mês de agosto com o projeto-piloto para aplicação de segundas doses em cinco UBS do Município. De lá para cá, o trabalho foi ampliado para todas as UBS, sendo aplicadas também as terceiras doses de reforço.

 

Segundo a Diretora da Vigilância em Saúde, Chayane Andrade, esse período serviu para adaptação das equipes e aperfeiçoamento da logística, permitindo, assim, a descentralização total dos serviços a partir da semana que vem. 

 

Chayane salienta que a Central de Vacinação cumpriu seu papel durante esses quase 9 meses de funcionamento. “Nós conseguimos evitar perdas de vacina, fura-fila e várias coisas que nós vimos acontecer em outros municípios, aqui não vivenciamos graças a centralização. Agora, entramos em uma nova fase da Campanha”, destacou.

 

A SMS também entende que a vacinação contra a covid-19 se tornará um processo rotineiro e, provavelmente, terá um reforço anual. Desse modo, funcionará da como as demais campanhas de imunização nacionais.


Comentários