CRIANÇA ESFAQUEADA COM ESPADA NINJA EM SAUDADES RECUPERA-SE - 3 PEQUENOS MORRERAM E DUAS PROFESSORAS PERDERAM A VIDA NO ATENTADO

 


O estado de saúde do bebê, de um ano e oito meses, que se recupera do ataque que aconteceu em uma creche em Saudades, no Oeste de Santa Catarina, foi divulgado na manhã desta quinta-feira (6), por volta das 8h. Neste momento, segundo o comunicado, a criança está estável e em recuperação. Na quarta-feira (5), o menino foi transferido do Hospital Regional do Oeste (HRO) para o Hospital da Criança – ambos localizados em Chapecó (SC).

No boletim, divulgado pela Associação Hospitalar Lenoir Vargas Ferreira, consta também informações atualizadas sobre o jovem, de 18 anos, que invadiu a escola e cometeu as agressões. Segundo a nota, ele permanece sedado, em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em recuperação de uma cirurgia.  O próximo boletim de atualização, tanto da saúde do bebê quanto do jovem, está marcado para às 18h. 

Investigação

A Polícia Civil realiza, neste momento, a investigação para apontar possíveis motivações sobre o caso. Entretanto, devido a sedação do jovem, ele ainda não foi ouvido pelos policiais. 

Na quarta-feira, após manifestação do Ministério Público, a prisão preventiva em flagrante do jovem foi decretada. Também, foi deferido a quebra do sigilo de dados dos computadores, videogame e pen drive apreendidos na residência dele. Os objetos devem ser periciados para andamento da investigação. 

Relembre o fato

Um jovem, de 18 anos, identificado como Fabiano Kipper Mai, entrou no Centro de Educação armado com uma espada na manhã de terça-feira (4). Ele atacou professoras e crianças. Ao todo, cinco pessoas faleceram. Há, ainda, um bebê de um ano e nove meses, internado de forma estável em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Regional do Oeste (HRO), em Chapecó (SC).

Após o crime, segundo informações das forças de segurança que atuam no caso, o jovem tentou tirar a própria vida. Ele foi resgatado e encaminhado a uma unidade hospitalar de Pinhalzinho (SC). Devido a gravidade dos ferimentos, o suspeito foi transferido ao HRO, onde passou por cirurgia.


Comentários