Procura por cursos de aperfeiçoamento na carreira cresce na Pandemia

 


Com o mercado de trabalho cada vez mais competitivo, novas habilidades e competências surgem como prioridade no currículo

É evidente que, à medida que novas tecnologias ou ferramentas de trabalho surgem, o profissional precisará acompanhar a evolução e se aperfeiçoar para se manter competitivo e apto a integrar as equipes, que cada vez mais possuem novas habilidades e competências. Uma pesquisa realizada pelo Linkedin mostra que 70% dos brasileiros desejam estudar ao longo da carreira para crescer profissionalmente. O estudo também revela que 41% dos entrevistados acreditam que, com novas certificações, seus gestores terão melhores percepções a seu respeito.

Mesmo com a pandemia e o índice de desemprego em alta no país – 13,5%, segundo o IBGE - as pessoas continuam buscando por cursos a fim de desenvolver novas habilidades. É o que mostra uma pesquisa realizada pela consultoria de estratégia Oliver Wyman: para os entrevistados, o aperfeiçoamento, aprendizado e crescimento de carreira estão em quarto lugar na lista de prioridades. E 57% deles consideram o assunto muito importante.

Foi acompanhando essas tendências e novas percepções do público que a Park Education – há vinte anos no mercado, antes como Park Idiomas – deixa de ser uma escola de inglês e espanhol para se tornar uma edtech, com forte presença online, cujo foco é tornar seus alunos protagonistas na era pós digital. Também passou a oferecer novos cursos, com foco em empreendedorismo, marketing, negócios e criatividade.

Para Eduardo Pacheco, Co-CEO e Co-Founder da Park Education, investir em atualizações e inovações – desde o material didático até os processos da arquitetura dos ambientes – foi fundamental para estimular os alunos a aprender e absorver os conteúdos de maneira mais eficaz. “Através dos nossos cursos interdisciplinares e bilíngues, o aluno desenvolve soft skills fundamentais para o seu sucesso e o preparamos, independentemente de qual fase da vida esteja, para que seja competitivo no mercado de trabalho”, completa Eduardo.  

O programa educacional Park Work contempla, através de cursos bilíngues, temas como crescimento de carreira, tecnologia, empreendedorismo e gestão de negócios e tem por objetivo desenvolver habilidades como oratória e liderança, saber falar bem em uma entrevista de emprego, ou ainda a tomar decisões acertadas em sua vida profissional, além de assegurar a evolução comportamental e emocional necessária para alavancar seus resultados. Segundo o World Economic Forum, 95% dos profissionais atuantes em empresas do Fortune 500 passaram a se capacitar em competências que não conheciam antes, como em habilidades socioemocionais, por exemplo.

PARK EDUCATION

Conhecida no mercado como Park Idiomas, a Park Education é a remodelação da rede de franquias que fez sucesso com o ensino de inglês e espanhol durante 20 anos. Com o propósito de acompanhar as mudanças da sociedade e oferecer o que há de mais atual, investiu em novos cursos e criou, assim, um centro de educação bilíngue, com um cardápio que vai de idiomas a negócios, marketing, criatividade e empreendedorismo. Mantendo a premissa pedagógica, os cursos são lecionados considerando aspectos que facilitam a aplicação da educação maker que provocam um aprendizado mais natural e eficaz. Com o material já 100% digital, a rede adotou o modelo de aulas híbridas a partir da pandemia do coronavírus. Hoje conta com 116 unidades comercializadas, sendo que 85 estão em operação e outras 31 serão inauguradas nos próximos meses. Para mais informações, acesse: https://www.parkeducation.com.br/


Comentários