GUARAPUAVA NA LUTA PARA RETORNO DOS VOOS -PÓS PANDEMIA



Sandro falou que o desejo é grande, porém a saúde e prevenção do guarapuavano vem em primeiro lugar!

Os aeroportos do interior do estado viviam um grande momento no início deste ano , com ampliação de destinos e frequências de voos. Em Guarapuava comemorava -se novo aeroporto funcionando . A pandemia da Covid-19, detonou qualquer plano , impactando diretamente o setor aéreo e isso respingou no sonho Guarapuavano . Mas os aviões comerciais estão voltando ao estado, mesmo que ainda em um ritmo tartaruga.

Na última quarta-feira (2), a Gol retornou a Londrina, com voos para Guarulhos. Na próxima terça-feira (8), Ponta Grossa terá novamente a ligação da Voepass com Congonhas. E no dia 14 de setembro, a Azul reiniciará a rota entre Cascavel e Campinas e aumentará a frequência de voos entre Maringá e Campinas.

Esses são exemplos de uma retomada gradual. Ainda vai um tempo até que o mesmo patamar pré-pandemia seja atingido em todas as cidades do interior, o que deve ocorrer somente em 2021. Mas em alguns casos, a recuperação total está programada já para este ano.

De acordo com o Sistema de Registro de Operações (Siros) da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que reúne as informações da malha aérea do Brasil, a previsão é que Cascavel tenha em novembro os mesmos sete voos diários de março. Maringá pode atingir 13 voos diários em novembro, um a mais que no período pré-pandemia.

Essa retomada mais rápida em Cascavel e Maringá coincide com a melhoria da infraestrutura.

Pato Branco e Toledo, que tinham voos da Azul, ainda não voltaram à malha da empresa. Além dessas duas, as outras cidades que faziam parte do projeto Voe Paraná, com voos da Gol operados pela TwoFlex, estão sem previsão de retorno. Neste caso, a dúvida é maior, pois a TwoFlex foi adquirida pela Azul e transformada na Azul Conecta. E por enquanto a companhia não divulgou os planos para o Paraná.

Em contato com o setor de desenvolvimento de Guarapuava que uniu forças para que a ligação com São Paulo via linhas aéreas fossem realidades, a notícia é de que estão tentando viabilizar o setor pós -pandemia e para isso as conversações estão intensas, Garante o Secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação de Guarapuava  Sandro Abdanur.

“ Ainda não temos data definida Lobo, mas estamos correndo atrás desta possibilidade! A infraestrutura está pronta e dependemos da finalização da pandemia”.

Sandro falou que o desejo é grande, porém a saúde e prevenção do Guarapuavano vem em primeiro lugar! Reforçou.

Comentários