Aulas devem voltar, mas decisões serão dos governos, diz ministro

 


Sem entrar em detalhes, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou que as aulas nas escolas devem retornar "em breve". A decisão, contudo, depende também dos governos estaduais, lembrou Ribeiro. Nesta segunda-feira, 8, ele e outros ministros responderam perguntas da youtuber mirim Esther Castilho.

"As aulas devem voltar em breve, assim que tiver segurança", disse. "Isso depende de cada governo também, estadual, mas logo logo vamos ter novidades aí, viu?", comentou. Instituições de ensino foram obrigadas a paralisar as atividades presenciais por conta da pandemia do novo coronavírus.

Relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgado nesta terça-feira, 8, indicou que a suspensão das atividades escolares por conta da pandemia deve causar impactos na economia mundial que podem durar até o final do século e pode levar a uma perda ao longo deste período de, na média, 1,5% na economia global. Ainda não há uma orientação oficial da pasta de Ribeiro sobre a retomada das aulas.

Paraná

No estado do Paraná, shopping centers, galerias e centros comerciais, academias, centros de ginásticas e esportes em geral já podem funcionar. As aulas presenciais, em todos os níveis, continuam suspensas.

O governo do estado e entidades do setor turístico têm articulado um projeto de retomada do turismo.

O Parque Vila Velha, em Ponta Grossa, um dos principais cartões-postais do Paraná voltou a receber o público na sexta-feira (4). A reabertura se dá com capacidade reduzida e medidas de prevenção ao coronavírus.

A principal meta do plano é possibilitar a recuperação econômica a partir do turismo regional, com viagens até de 200 quilômetros dentro do próprio estado. Como parte do projeto de retomada foi lançada a campanha Não cancele, remarque!, que tem como objetivo principal evitar a falência de empresas e o desemprego.

 

WhatsApp 42999331590




Comentários