sexta-feira, 17 de julho de 2020

ACUSADO DE MATAR A ESPOSA, LUIS FELIPE MANVAILER VAI A JÚRI POPULAR


A Justiça do Paraná decidiu, na tarde desta sexta-feira (17), que Luis Felipe Manvailer vai a júri popular. Luis é acusado da morte da advogada Tatiane Spitzner, no dia 22 de julho de 2018. Ele nega o crime.

O rapaz já havia sido absolvido da acusação de cárcere privado. Recentemente, a Justiça desqualificou: o motivo fútil e o recurso que dificultou a defesa da vítima.

A decisão desta sexta-feira atendeu um pedido da defesa de Luís Felipe para que ele fosse julgado ainda neste ano. Conforme o advogado Cláudio Dalledone Jr, a defesa tem a convicção de que Luis é inocente.

Convicção essa que fez da defesa desistir de seus recursos em instâncias superiores e pedir à justiça que o levasse ao povo para ser julgado”, disse o advogado que representa Luis Felipe Manvailer.

Relembre o caso da morte da advogada


morte da advogada Tatiane Spitzner completa dois anos na próxima quarta-feira (22) e as incertezas sobre o crime continuam. Quando caiu do 4º andar de um prédio de Guarapuava, no centro-sul do Paraná, a vítima estava com o marido, o que fez dele o único suspeito pelo crime.

Segundo a polícia, na época foram recolhidos vários documentos e testemunhos que levariam a autoria do crime a Luis Felipe. Entre estes depoimentos estaria o de uma moradora do prédio, por exemplo, que relatou que escutou diversos pedidos de socorro durante a madrugada.

Outra testemunha, contou na época do crime, por telefone, que viu Luis Felipe Manvailer recolher o corpo da advogada. “Da onde eu tava, lá de cima, não dava para ver o corpo dela, porque ela caiu do lado do meu carro. Nisso, eu vi que Luis Felipe saiu chorando de lá…não sei o que foi fazer. E eu desci correndo. Foi aí que eu chamei o bombeiro. O bombeiro não atendeu e aí eu falei para ele [Manvailer]: ‘Deixa aí que eu tô chamando o bombeiro’. Ele me olhou e disse: ‘não adianta, ela já está morta’”.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE A VONTADE: Sem ofensas pessoais ou profissionais - ou não serão publicados, podendo ser editados.
Grato!

A MATÉRIA EM DESTAQUE

Após ser denunciado por zoofilia, idoso é preso em flagrante forçando cadela a fazer sexo com ele

  Um idoso, com aproximadamente 80 anos de idade, foi preso após ser flagrado pela Polícia Civil praticando zoofilia contra uma cadela que ...