Prefeituras de Pitanga e Guarapuava na liderança do ranking de fraudes no auxílio emergencial na região , 64 e 192 irregularidades!!



Os funcionários públicos que receberem indevidamente o auxílio emergencial de R$ 600 cometeram os crimes de estelionato e falsidade ideológica, diz TCE

 Um levantamento do Tribunal de Contas do Paraná (TCE-PR), realizado com a Controladoria-Geral da União (CGU), revelou que 10.648 servidores de 388 prefeituras do Paraná receberam indevidamente o auxílio emergencial de R$ 600 do governo federal em decorrência da pandemia da Covid-19.

Com 64 casos, o Município de Pitanga, na Região Central do Paraná, lidera o ranking de beneficiários irregulares entre al prefeituras da região, perdendo apenas para Guarapuava que foram encontrados 192 irregularidades.
Foram pagos R$ 40.800,00 em auxílio emergencial na cidade de Pitanga.
Em todo o Paraná foram R$ 7.319.400 em benefícios para servidores municipais.

Lista tem quantidade de servidores e valores recebidos por cidade.

Entre as cidades da região da Amocentro e algumas mais próximas estão:

GUARAPUAVA - 192 R$ 129.000,00
PITANGA - 64 R$ 40.800,00
PALMITAL - 50 R$ 33.000,00
LARANJAL - 42 R$ 28.200,00
TURVO - 29 R$ 19.200,00
RONCADOR - 28 R$ 21.000,00
BOA VENTURA DE SÃO ROQUE - 26 R$ 19.800,00
NOVA CANTU - 25 R$ 18.000,00
Altamira do paraná - 18 R$ 14.400,00
CAMPINA DO SIMÃO - 10 R$ 6.000,00
MANOEL RIBAS - 10 R$ 7.200,00
NOVA TEBAS - 10 R$ 7.200,00
SANTA MARIA DO OESTE - 8 R$ 5.400,00
MATO RICO - 3 R$ 1.800,00
CÂNDIDO DE ABREU - 2 R$ 1.800,00
IVAIPORÃ - 2 R$ 1.200,00
ARIRANHA DO IVAÍ - 2 R$ 1.200,00
CAMPO MOURÃO - 128 R$ 91.800,00
CASCAVEL - 425 R$ 277.200,00
CURITIBA - 351 R$ 226.800,00
FOZ DO IGUAÇU - 281 R$ 199.200,00
GODOY MOREIRA - 27 R$ 17.400,00
GOIOXIM - 8 R$ 5.400,00
IRETAMA - 38 R$ 27.600,00
LARANJEIRAS DO SUL - 36 R$ 25.200,00
LONDRINA - 257 R$ 178.200,00
LUIZIANA - 26 R$ 16.800,00
MARQUINHO - 9 R$ 5.400,00
PONTA GROSSA - 329 R$ 241.200,00
PRUDENTÓPOLIS - 132 R$ 88.200,00