quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Protegidos por 800 policiais e longe do povo: Artagão, Cristina e Estacho : Dizem amém a reforma da Previdência de Ratinho



"Para fugir dos servidores, os deputados realizaram a votação fora da Assembleia Legislativa do Paraná"
   
Em uma sessão em que foi proibida a presença dos servidores, que seriam os principais interessados na votação,  os deputados aliados do governador Ratinho Junior (PSD), aprovaram a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência no Paraná.
Para votar a PEC, deputados precisaram da atuação de 800 policiais.
Somente deputados, assessores a "alguns jornalistas" amigos do poder,  puderam acompanhar a sessão.
Para fugir dos servidores, os deputados realizaram a votação fora da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). A sessão ordinária e duas extraordinárias foram realizadas na Ópera de Arame, em Curitiba. Os funcionários públicos que lutavam por seus direitos, fizeram um grande ato na terça-feira (3), que resultou na ocupação da Alep.
A proposta foi aprovada em primeiro turno por 43 votos a 9. Duas sessões extraordinárias foram abertas na sequência para a votação em segundo turno e da redação final. Nas duas, o projeto foi aprovado pela maioria. A mesa diretora deverá promulgar a PEC nesta quinta-feira (5).
Os dois representantes de Guarapuava Artagâo Júnior , Cristina Silvestri e Estacho do Turvo ,  votaram de acordo com a vontade de Ratinho Junior, ou seja, foram favoráveis a proposta da reforma da Previdência.

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA