domingo, 1 de setembro de 2019

Bolsonarista ( Facista) não tem lugar no meu show", diz Gustavo Mendes sobre pessoas que saíram do teatro


 
GUSTAVO É D ESQUERDA E CONHECIDO POR INTERPRETAR A EX -PRESIDENTE DILMA

O humorista e amigo do PT  Gustavo Mendes teve o show de stand up interrompido em Minas Gerais após fazer críticas ao governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) nessa sexta-feira, 30. O comediante é conhecido por interpretar a ex-presidente Dilma Rousseff de quem é fã- Gustavo é anti -Bolsonaro de carteirinha . No YouTube, nesse sábado, 31, ele se manifestou sobre o ocorrido e descreveu o episódio como "Um não para a censura".
 Gustavo no "SHOWDE HUMOR" PAGO, começou a CRITICAR  o atual presidente,  diversos espectadores levantaram e chegaram a pedir o dinheiro de volta. "Você pode ir embora. Eu devolvo seu dinheiro", garantiu o humorista.
No vídeo, Gustavo Mendes fala que foi vítima de censura. "Vocês já devem estar sabendo o que rolou em Teófilo Otoni, uma tentativa de censura, mas comigo não violão, comigo não!
Eu fiz uma piada com o Bolsonaro, no meu papel do comediante, e algumas pessoas se revoltaram e tentaram impedir o show. Eu botei eles para correr, botei para fora do meu show, porque fascista não tem lugar no meu show".
O ator continua e relembra sua trajetória artística. "A causa é maior, o problema deles não era político, não era piadas com política. Porque eles me conhecem, eu sou o Gustavo Mendes, eu pautei minha carreira em cima de política. O problema deles era o fascismo e o autoritarismo e achar que podiam calar um artista que sempre fez questão de ter voz, de falar suas posições mesmo que isso me custasse um alto preço. Censura não e eu quero contar com todos vocês que são contra a censura para não deixar esse autoritarismo covarde e cruel tomar conta do país."
Confira vídeo



ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA