quinta-feira, 4 de julho de 2019

Defesa Civil Nacional alerta para onda de frio intenso no Sul e partes do Sudeste e Centro-Oeste


Foto arquivo Lobo Noticias


Órgão recomenda atenção especial com população mais vulnerável, como enfermos, moradores de rua, idosos e crianças - PR e SC
TEMPERATURAS MAIS BAIXAS

Brasília-DF,  - O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), por meio do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), alerta para uma onda de frio nos próximos dias nos estados da região Sul, além de São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul.

Segundo o órgão da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), a chegada de uma frente fria hoje  ao Sul do País trará a incursão de uma massa de ar polar bastante intensa,
que avançará para toda a região e partes do Sudeste e Centro-Oeste, chegando até o Norte do País. É esperada a queda de temperatura acentuada nessas regiões e condições de frio intenso.

As temperaturas mais baixas serão registradas nas áreas de serra e planalto no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, com temperaturas em torno de -5º C nas manhãs de quinta-feira (4) até domingo (7). Nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul, o frio mais intenso deve ocorrer no final de semana, com mínimas de aproximadamente 5º C nas primeiras horas dos dias. 

Áreas a serem atingidas

Estados da região Sul, São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul, com ênfase em áreas mais altas. Haverá, contudo, declínio acentuado de temperatura em grande parte do Centro-Oeste e sul da região Norte. 

Temperaturas esperadas

As menores temperaturas serão registradas nas áreas de serra no Sul do País, com possibilidade de chegar a -5º C.  Em outras localidades da região, de 0 e 5º C no início da manhã. Já em São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul, as temperaturas serão em torno de 5º C nas áreas mais frias.

Período

Na região Sul, as condições críticas serão registradas até domingo (7), com pico de frio entre quinta-feira e sábado. No Sudeste e demais áreas, as temperaturas mais baixas serão no final de semana, esperando-se aumento gradual a partir de segunda-feira, 8 de julho.

Recomendações

Atenção especial com a população mais vulnerável, como enfermos, moradores de rua, idosos e crianças. É essencial manter-se bem agasalhado, beber bastante água e evitar locais fechados e de grande circulação de pessoas, além da higiene frequente das mãos. Essas medidas são de grande importância na prevenção de gripe, resfriados, pneumonia e demais doenças respiratórias, mantendo ainda mais cuidado com crianças e idosos - mais suscetíveis às doenças agravadas pelo frio. Nas noites com temperaturas mais baixas, recomenda-se, também, abrigar animais domésticos.

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA