terça-feira, 2 de julho de 2019

A reforma da Previdência volta ao centro do debate público nesta semana



A reforma da Previdência volta ao centro do debate público nesta semana. Já nesta terça-feira (2) é esperada a leitura do voto complementar do relator, Samuel Moreira (PSDB-SP), na Comissão Especial que debate o assunto na Câmara.


De acordo com Moreira, um possível adiamento da leitura do parecer está fora de questão. A previsão inicial era de que o voto complementar fosse apresentado na quinta-feira (27) da última semana, mas a sessão acabou cancelada. O atraso na discussão da reforma é justificado por conta de uma possível reinclusão de estados e municípios na proposta. Essa, pelo menos, é a explicação oficial.

Agora, ao que tudo indica, com estados ou sem estados, o parecer de Moreira será lido na Comissão Especial. Caso tudo corra bem, a reforma da Previdência pode ser votada pelo colegiado ainda nesta semana. A expectativa é de que a proposta avance sem dificuldades, mesmo com todo o barulho da oposição.

O governo também precisa conter os parlamentares do PSL. Alguns deles articularam para a inclusão no texto de regras mais benéficas para profissionais da segurança.

O Brasil espera pela aprovação da reforma. Não há tempo a perder. O governo precisa conter seus parlamentares corporativistas. O centrão tem de focar no país, deixando de lado interesses individuais. A oposição deveria entender o momento histórico, votando pelo desenvolvimento sem ranços político-partidários.

A nova Previdência é necessária. A proposta não pode ser considerada como um projeto de um governo. A reforma é um projeto para o Brasil.

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA