sábado, 23 de março de 2019

Crea-PR realiza vistoria em elevador de carga onde dois trabalhadores ficaram feridos após acidente

O fato ocorreu na última quarta-feira (20), em Prudentópolisem uma propriedade rural que produz erva mate. O procedimento de vistoria do Crea-PR visa contribuir para o levantamento de possíveis problemas que causaram o acidente
  
O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR),  realizou uma vistoria nesta quinta-feira (21), no silo de uma propriedade rural onde um elevador de carga caiu e deixou dois trabalhadores feridos na manhã da última quarta-feira (20).  
Os trabalhadores estavam fazendo a manutenção do elevador do silo de armazenagem quando ocorreu o acidente. “Aparentemente, os funcionários que estavam trabalhando na manutenção prenderam o cinto em uma das peças que ia ser desmontada, quando essa peça se soltou, ela acabou puxando-os e eles ficaram presos pelo cinto.
A estrutura se desprendeu e atingiu o teto do silo”, relata o Gerente da Regional de Guarapuava do Crea-PR, Engenheiro Eletricista Thyago Giroldo Nalim 
De acordo com o Gerente Regional, o procedimento de vistoria pós sinistro é de praxe e objetiva contribuir para o levantamento de informações sobre o fato. “Um fiscal do Conselho realizou vistoria nesta quinta-feira no local para levantar informações. Até o momento, identificamos que a empresa que estava prestando o serviço já teve registro no Crea-PR, mas atualmente esse registro está cancelado. Neste caso, a empresa está prestando serviços de forma irregular, por isso providenciaremos os tramites administrativos para apurar a irregularidade identificada", explica.
Além desta notificação, o Conselho também elaborará o relatório circunstanciado que será encaminhado para a análise da Câmara Especializada de Engenharia Mecânica, em Curitiba. “Nesse relatório são detalhadas todas as informações levantadas pelo fiscal. O documento é encaminhado para a Câmara Especializada, a qual fica a atribuição de verificar as eventuais responsabilidades”, explica o Gerente.  
Se constatado que a causa do sinistro foi decorrente de imperícia, imprudência ou negligência profissional será instaurado um processo administrativo para apuração e responsabilização dos envolvidos.

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA