terça-feira, 11 de setembro de 2018

Irmão de Beto Richa e ex-secretários também foram presos


Além de Beto Richa (PSDB) uma operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) prendeu na manhã de hoje (11), em Curitiba, outras pessoas que foram ligadas ao seu governo, no Paraná.
Presos, além de Richa:
Fernanda Richa – esposa de Beto Richa e ex-secretária da Família e Desenvolvimento Social

Deonilson Roldo – ex-chefe de gabinete do ex-governador
Pepe Richa – irmão de Beto Richa e ex-secretário de Infraestrutura
Ezequias Moreira – ex-secretário de cerimonial de Beto Richa
Luiz Abib Antoun – parente do ex-governador (já está preso, em Londrina)

Outra operação
Simultaneamente Richa é alvo da 53ª fase da Operação Lava Jato cumpre três mandados de prisão em Curitiba. Mas, até o momento, não se sabe quais são todos os alvos.
Batizada de "Piloto", a 53ª etapa da Lava Jato cumpre 36 mandados judiciais em Salvador (BA), São Paulo (SP), Lupionópolis (PR) Colombo (PR) e Curitiba (PR).
O codinome "Piloto", de acordo com a força-tarefa da Lava Jato, se refere a Beto Richa na planilha da Odebrecht.

A investigação apura um suposto pagamento milionário de vantagem indevida em 2014 pelo setor de propinas da Odebrecht em favor de agentes públicos e privados no Paraná, em contrapartida ao possível direcionamento do processo licitatório para investimento na duplicação, manutenção e operação da PR-323.
Ainda segundo a PF, os crimes investigados na atual fase são corrupção ativa e passiva, fraude à licitação e lavagem de dinheiro.
Do total de mandados, três são de prisão (duas preventivas e uma temporária) e 33 são de busca e apreensão.

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA