quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Aumento dos combustíveis: veja como minimizar os impactos


O preço dos combustíveis continua subindo cada vez mais e aqueles que optarem pela gasolina terão que arcar com um aumento de 1,78% em comparação ao mesmo período da semana anterior. Parece pouco, mas de acordo com o último levantamento divulgado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), realizado entre 2 a 8 de setembro, a média nacional do preço do litro de gasolina subiu de R$ 4,44 para R$ 4,52.
Em alguns postos da capital paulista o litro de gasolina já é vendido a R$ 5 e no Acre, que possui o maior valor médio para a gasolina entre os estados, o litro chega a ser vendido por R$ 5,47 no município de Cruzeiro do Sul. Além disso, os preços do litro do diesel e do etanol também subiram na última semana, sendo vendidos, em média, por R$ 3,48 e R$ 2,69, respectivamente.
Em resumo, a média do preço do litro do combustível subiu 0,8 reais em uma semana, para quem usa na semana 100 litros, isso representa R$ 8 a mais na conta.

“Essa alta tem impacto direto nos preços dos produtos que consumimos, já que grande parte deles são transportados por caminhões movidos a diesel, sem contar no possível aumento dos preços dos serviços de transporte, como táxis e ônibus”, afirma Reinaldo Domingos, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin)
Para o especialista, a melhor saída é considerar outras formas de transporte para economizar no combustível. “Nem sempre precisamos fazer tudo utilizando o carro, portanto há determinadas situações em que podemos deixá-lo na garagem. Pegue ou ofereça caronas e faça rodízios com colegas de trabalho e amigos, assim otimiza-se as viagens e o seu bolso também agradece”.
Confira 7 orientações para economizar combustível:
1- Analise a necessidade de fazer tudo com o carro; realizar algumas caminhadas, além de ser saudável, pode gerar boa economia;
2- Alterne o uso do carro com o transporte público, assim terá diminuição no orçamento mensal no que se refere a gastos com locomoção;
3- Ofereça e pegue caronas com familiares, amigos e colegas de trabalho sempre que possível. Assim, além da economia, há maior sociabilização;
4- Dirija e utilize o veículo com consciência. Algumas ações geram maior consumo de combústivel, como manter o ar-condicionado ligado e trocar de marcha na velocidade inadequada;
5- Abasteça em postos de sua confiança, garantindo a qualidade da gasolina que está comprando;
6- Mantenha os pneus calibrados, pois se estiverem abaixo do recomendado pelo fabricante, há resistência na rolagem e o carro consume mais combustível. Isso sem contar o desgaste dos pneus, que são caros;
7- Mantenha o carro sempre revisado, pois um motor mal regulado pode gastar mais combustível. Assim também evita imprevistos que podem estourar as finanças.
Reinaldo Domingos é doutor em educação financeira, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin –www.abefin.org.br) e da DSOP Educação Financeira (www.dsop.com.br). Está a frente do canal Dinheiro à Vista e é autor do best-seller Terapia Financeira.

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA