quarta-feira, 14 de março de 2018

Chefe da Casa Civil anuncia saída; Cesar Silvestri deixa presidência da Agepar

  
Rossoni em Coletiva a imprensa de Guarapuava - Foto Arquivo Lobo Noticias


O secretário-chefe da Casa Civil do governo Beto Richa, Valdir Rossoni (PSDB), anunciou no domingo que deixa o cargo até o próximo dia 7 para voltar à Câmara Federal e disputar a reeleição para deputado. Ontem, Cesar Silvestri (PPS) deixou a presidência da Agência Reguladora do Paraná (Agepar) – órgão responsável por fiscalizar as concessões de pedágio. Ele é pai do prefeito de Guarapuava, Cesar Silvestri Filho (PPS), pré-candidato ao governo do Estado e marido da   Deputada Cristina Silvestri que confirmou sua pré- candidatura a Deputada Federal . 


Rossoni e Silvestri “puxam a fila” de uma série de integrantes dos primeiro e segundo escalão da administração Richa que devem deixar os cargos para disputar as eleições de outubro. Pelo menos outros quatro secretários já anunciaram a intenção de se candidatarem e por lei, devem se desincompatibilizar até 7 de abril, seis meses antes da eleição: Michele Caputo Neto (PSDB); da Saúde; Artagão Júnior (PSB); da Justiça; e Douglas Fabrício (PPS), do Esporte; além de Marcos Traad (PSDB), que já anunciou que vai deixar o cargo de diretor-geral do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) que ocupa desde 2011 para sair candidato a deputado estadual. 
Outros dois secretários admitem a possibilidade de se candidatarem, mas ainda sem uma decisão definitiva: José Richa Filho, irmão do governador e responsável pelo comando da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística é cotado para disputar uma vaga na Câmara Federal, além de Norberto Ortigara, à frente hoje da Pasta da Agricultura. 
O próprio governador, apesar de manter suspense sobre sua decisão, já é dado como certo na disputa por uma das vagas do Paraná no Senado. Assim como os secretários, Richa terá que decidir seu rumo político até o próximo dia 7.

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA