segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Vinte presos pedem transferência para acabar com rebelião em Maringá


As negociações para acabar com mais uma rebelião no Paraná foram retomadas às sete horas da manhã. Dois agentes penitenciários são mantidos reféns por detentos rebelados na Penitenciária Estadual de Maringá, desde o fim da tarde deste domingo (19). O motim, no Norte do Paraná, é liderado por um grupo de sete presos. Segundo a Secretaria de Estado da Justiça, vinte presos querem transferência imediata – oito para a Região Metropolitana de Curitiba, oito para Londrina, na região norte, e quatro para Foz do Iguaçu, na região Oeste.

Cerca de 60 presidiários estão isolados em uma das galerias do presídio. Não há informações de pessoas feridas, segundo a Secretaria de Justiça. Somente em 2014, o Paraná teve 22 rebeliões e 45 agentes feitos reféns, segundo o sindicato da categoria. A última foi na semana passada (13), na Penitenciária Industrial de Guarapuava. Ao todo, oito pessoas ficaram feridas, sendo cinco presos e três agentes penitenciários.

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA