segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Sinal amarelo no estafe de Gleisi




A segunda derrota de um candidato apoiado por Gleisi Hoffmann (Casa Civil) no PT de Curitiba acendeu 
o sinal amarelo no estafe da ministra que teme novas derrotas nas prévias que definirão os rumos do partido 
no estado em 2014. Apoiado pelo deputado André Vargas, Natalino Bastos, derrotou por 861 votos a 646 
o líder comunitário Zuca Alves, apoiado por Gleisi.

A derrota deste domingo lembrou muito ao grupo de Gleisi as eleições internas do partido em 2012
para definição da vice de Gustavo Fruet (PDT). A ministra queria impor a sua candidata, Roseli Isidoro, que 
acabou perdendo para a novata Mirian Gonçalves.
Mirian contou com o apoio da esquerda do partido e 
de parte do campo majoritário - mesma condição que levou Natalino à presidência do PT Curitiba neste
 domingo.

"O grupo de Gleisi e a própria ministra tentam impor seus candidatos  e pensando 
apenas nas eleições. Se esquecem da unidade partidária e da relação conturbada que temos com
 o principal aliado da ministra, o prefeito Fruet", destacou um militante da chapa vencedora.

Agora, o temor de Gleisi se volta às eleições internas que definirão os candidatos a vice-governador,
 senador e os partidos com quem os petistas se aliarão no próximo ano. Vale lembrar que André Vargas,
 que articulou a derrota de Gleisi em Curitiba, quer a candidatura ao Senado, colocando em risco as possibilidades de aliança com PSD, PCdoB, PTB, PP e PMDB, que também estão de olho na vaga. 

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA