sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Richa defende reajuste do pedágio e promete agência para controlar o setor

 "SETOR DE TURISMO E FÓRUM REPUDIAM AUMENTO AUTORIZADO PELO GOVERNO"

Em Londrina na noite de ontem  quinta-feira (29), o governador Beto Richa (PSDB) defendeu o reajuste do pedágio, afirmando que é uma previsão contratual. A partir da 0h deste sábado (1º), as planilhas das concessionárias subirão em média 4,69%, com o menor aumento de 3,66% e o maior de 6,06%.

Beto Richa esteve em Londrina para o lançamento da revista Helena, que conta a história de pioneiros da região norte do Paraná. Ele foi questionado sobre o reajuste no pedágio, medida criticada pelo Fórum Nacional contra o Pedágio, que já contestou  o aumento na Justiça e devido a inúmeras ações em tramitação,  o Fórum achou absurdo o aumento autorizado pelo Governador. O mesmo fez o setor de turismo paranense que  em nota repudiou  a atitude. 
Para o governador, a revisão das planilhas é uma atitude prevista em contato. Ele chamou de demagógicos os políticos que prometem a redução da tarifa. "Todo dezembro tem reajuste da tarifa do pedágio, isso é contratual. O governador anterior tanto falou e não fez nada, isso tem força legal e não tem como evitar", declarou em entrevista veiculada na rádio Paiquerê AM.
Prometendo uma despolitização do setor, Richa afirmou que está criando uma agência reguladora do serviço para eliminar ingerências e coordenar a revisão das tarifas através de um ponto de vista técnico.
Questionado se está cobrando as concessionárias por melhorias nas rodovias do Paraná, o governador citou as duplicações nos trechos da BR-277, em Matelêndia e Campo Largo, e do trecho entre Jandaia do Sul e Apucarana.
Na região norte do Estado, a tarifa mínima cobrada nas praças de pedágio administradas pela Econorte será de R$ 11,50 na PR-323 em Sertaneja (56 km de Londrina); na BR-369 em Jacarezinho (144 km de Londrina), a tarifa será de R$ 12,40; enquanto que na praça da BR-369 em Jataizinho (25 km de Londrina) será de 13,40, o segundo maior preço do Estado.

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA