quarta-feira, 17 de março de 2010

Guarapuava - Ex-reitor e candidato derrotado a vice-prefeito envolvido em denuncias na UNICENTRO, crítica poder público local


O ex reitor da UNICENTRO , Carlos Alberto Gomes, também ex-presidente do PMDB,estava sumido do meio político , desde sua derrota eleitoral, onde perdeu as eleições municipais como candidato  a  vice-  prefeito  de César Silvestri de quem foi aliado de primeira linha. Beto como é conhecido,  tenta voltar ao noticiários políticos,enviando notas a imprensa, criticando o poder publico local.
O detalhe interessante, que quando  este era reitor da UNICENTRO, ele, Carlos Alberto, foi alvo de uma série de denuncias,  entre elas algumas do professor Edilson Hugo Ranciaro. Estas , destacavam que ele ( Carlos Alberto) , estaria envolvido em desvio de recursos públicos, com provas documentais aceitas pela Corregedoria . Tratando -se  de pagamento de elaboração de projeto da Rádio Universitária, em que o ex-Reitor Carlos Alberto Gomes pagou a sua própria empregada doméstica como uma das autoras do Projeto.
Os recebidos (dois) possuem assinaturas diferentes, destacou em sua denuncia o professor em questão. Esta matéria teve ampla divulgação em jornais e colunas , entre elas a do Ze Beto, uma das mais populares da politica no Paraná.
Se não bastassem, outras também pipocaram envolvendo o nome de Carlos Alberto, ex presidente do PMDB, como o da  esposa do ex-Reitor, contratada via Teste Seletivo (dois anos no máximo) Lei Estadual.  Segundo Ranciaro,  em denuncia a Ze Beto, confirmou que  há mesma a mais  de seis anos era constantemente contratada como professora colaboradora, e ainda recebia cargo em comissão de direção, além de todos os anos receber Aviso Prévio e pagamento de FGTS e multa. Seus contratos iniciavam-se em 02/02/ a 31/12/, mesmo assim recebia Aviso Prévio, entre outras trapalhadas contábeis.
A nota, destaca que ele , o ex-reitor, teve estes processos aprovados pelo Tribunal de Contas do Estado,
DETALHE: O parecer na época,  foi avaliado pelo Conselheiro do TC Artagão de Mattos Leão, que decidiu  pela aprovação,  pois o gasto não teria  ultrapassasdo  os R$ 8.000,00 conforme Lei 8.666/93. e mandou arquivar o processo.
O segundo,  também denunciado, foi para a gaveta , envolvendo  a esposa do ex-Reitor .
Ao professor na época,  só restou desabafar: " Entretanto o ex-Reitor é Presidente do PMDB em Guarapuava, assim dá apoio político aos filhos do Conselheiro e ele livra o ex-Reitor da demissão por justa causa a bem do serviço público." Destacou e assinou a opinião,  o professor Edilson Hugo Ranciaro.
O mesmo cidadão, ( Carlos Alberto)  reaparece em ano eleitoral  , com notas a imprensa,   criticando funcionários públicos, salários e exigindo ações enérgicas.
O ex-reitor, candidato derrotado e ex-presidente do PMDB,  ainda fez críticas veementes a Câmara Municipal de Guarapuava e a "todos os vereadores da cidade", abrindo artilharia velada , o chamado fogo amigo,  contra um colega de partido,  o pmdbista Admir Strchar,que comanda  o poder Legislativo na cidade e é amigo pessoal do Conselheiro ARTAGÃO,  que o professor,  em nota,  disse  ter  defendido  Carlos Alberto  Gomes , em duas denúncias sérias. 
  COMO DIRIA O BOM GAUCHO: "Mas que tal!

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA