segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

"Empresários de Cianorte aderem a campanha em apoio à Operação Lava Jato"


Integrantes da Associação Comercial e Empresarial de Cianorte (Acic) decidiram aderir à campanha em apoio à Operação Lava Jato e ao combate à corrupção lançada pela Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Paraná (Faciap) com apoio da Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Norte e Nordeste do Estado do Paraná (Cacinor). O objetivo é organizar um movimento apartidário a favor do Brasil para demonstrar confiança no sistema judiciário nacional.

De acordo com o 2º vice-presidente da Acic e representante local na Faciap, José Claudiney Rocco, a ideia é apoiar o combate à corrupção de modo geral para fazer com que o Brasil volte a ter credibilidade para os investidores internacionais. “Nós precisamos que os empresários voltem a investir no nosso país para aquecer a economia e contribuir com a recuperação financeira nacional”, afirmou.
Líderes do setor produtivo de 50 cidades paranaenses estão participando da campanha. Os empresários estão fazendo manifestações de rua e colocando faixas e outdoors na entrada das entidades e em espaços públicos com os dizeres: “Somos do Paraná. Confiamos na Justiça e apoiamos a Operação Lava Jato”. Em Cianorte, os dois outdoors da Acic, que ficam no entorno do Ginásio de Esportes Tancredo Neves, foram utilizados para divulgar a campanha. Em Maringá, 25 foram instalados.
Segundo Rocco, outras mobilizações podem ser organizadas caso haja mais julgamentos de políticos a exemplo do ex-presidente Lula. Ele explica que o movimento surgiu como um contraponto às manifestações a favor do político pelo país. “Nós temos que pensar no bem de todos e apoiar as decisões da Justiça, independente de quem seja julgado”, disse.
Além dos outdoors, a Associação Comercial de Maringá também organizou uma manifestação em frente à Catedral no dia do julgamento do ex-presidente. Outras cidades da região como Campo Mourão, Paranavaí, Loanda, Nova Londrina e Paraíso do Norte também aderiram ao movimento.
“Em pouco tempo, conseguimos mobilizar várias cidades”, conta o presidente da Faciap, Marco Tadeu Barbosa. “Uma demonstração da vontade da sociedade civil organizada de que o país melhore, seja mais justo e ético”. ( Lobo Noticias com Assessoria Faciap)

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA