segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Universidade Estadual de Maringá não adere ao sistema Meta-4 e funcionários têm salários retidos - Greve a vista!

Servidores da Universidade Estadual de Maringá podem paralisar as atividades no início de fevereiro. O Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino de Maringá realizou  sexta-feira (26) uma assembleia para debater o indicativo de greve, que deve ser aderida caso o pagamento dos salários deste mês não seja depositado até o dia 31 de janeiro.

De acordo com os docentes, o pagamento dos salários está condicionado a adesão ao sistema de gestão de Recursos Humanos do Estado Paraná (Meta4). Segundo o Governo do Paraná, os reitores das Universidades Estaduais foram alertados sobre o risco da não liberação do pagamento, neste mês, em caso da não integração ao Meta-4. De acordo com o Procurador do Estado do Paraná, Paulo Rosso, a adesão ao sistema é uma ordem judicial que tem que ser cumprida.

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA