quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

NEM TUDO ESTA PERDIDO? TECNOLOGIA PARA O BEM !


Pesquisadores da USP estão utilizando a realidade virtual para diagnosticar o Alzheimer precocemente. O método simula ambientes percorridos e busca encontrar pacientes incapazes de se localizar e encontrar caminhos. A desorientação espacial pode ser um indicativo de comprometimento cognitivo leve, um dos primeiros sintomas da doença. Quanto mais cedo o diagnóstico, maiores são as chances de tratamento e retardamento da doença.

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA