segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Contra Reforma da Previdência, servidores da Receita Federal paralisam atividades nesta terça


Analistas Tributários da Receita Federal vão fazer uma mobilização amanhã (terça, 05) em todo o país contra a Reforma da Previdência. Serviços de atendimento ao público, como emissão de certidões e guias para pagamentos vão ser suspensos durante todo o dia. A alfândega do aeroporto Afonso Pena deve funcionar apenas com operação padrão, o que pode atrasar o atendimento. 

Segundo Odair Ambrósio, Diretor de Comunicação do Sindireceita, os analistas entendem que os déficits apresentados pelo governo para justificar a reforma poderiam ser supridos de outras formas.
Em tramitação na Câmara dos Deputados, entre as principais alterações propostas pelo Governo Federal, está a mudança na idade mínima para se aposentar: 62 anos para mulheres e 65 para homens, com tempo mínimo de contribuição de 25 anos para servidores públicos e 15 para segurados do INSS. A reforma também prevê um novo cálculo do valor da aposentadoria, começando em 60% para quem tem 15 anos de contribuição chegando até 100% para quem contribuir por 40 anos. Para os analistas, uma discussão mais ampla deve ser feita antes de o projeto voltar à votação.
A mobilização é nacional. Além dos analistas tributários, os auditores fiscais também devem parar as atividades nesta terça (05). A orientação para o público é que não procure atendimento neste dia.
Outras centrais sindicais também previam paralisações para amanhã, com uma greve geral, mas recuaram na última sexta (01), depois que a votação da reforma, prevista para o dia 6, foi cancelada. O Sindireceita, no entanto, manteve a previsão de cruzar os braços. A princípio, a mobilização deve durar 24h.

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA