quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Veja o que pode mudar nas regras da aposentadoria



Apresentado pelo governo federal, na última quarta-feira (22), o novo texto da Reforma da Previdência traz uma redação mais enxuta, com menos itens que a proposta anterior, que sofria resistência por parte dos parlamentares. O projeto inicial ficou seis meses parado no plenário da Câmara, sem que fosse pautado para votação.


Para resolver esse impasse, o governo resolveu retirar alguns pontos da redação, mas não abriu mão de estabelecer uma idade mínima para aposentadoria de homens e mulheres e equiparar as regras do setor público com as do privado. Além disso, o novo texto também mantém os atuais 15 anos de contribuição mínima para os trabalhadores do setor privado e os 25 anos para os do setor público.




O QUE MUDA 
A reforma da Previdência deve ser votada no plenário da Câmara dos Deputados, até o final do ano. Para ser aprovada, precisa de no mínimo de 308 votos favoráveis e em dois turnos. Em seguida, o texto segue para análise no Senado.

Veja o que muda e o que é mantido na proposta do governo

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA