sexta-feira, 2 de junho de 2017

TEMER NÃO TEM MEDO DO HOMEM DA MALA E SUSTENTA QUE NO PROCESSO ESTÃO LIGADOS

FOTO ARQUIVO  - ARRUDA, TEMER E LOURES
OS DEPUTADOS - AMBOS PARANAENSES  EM COMUM AMIZADE
COM PRESIDENTE TEMER

O presidente Michel Temer não acredita que seu ex-assessor, Rodrigo Rocha Loures, faça uma delação premiada.
Foi o que disse em entrevista à IstoÉ feita ontem pelos jornalistas Carlos José Marques, Sérgio Pardellas e Débora Bergamasco, publicada hoje.
Mas se o fizer, não acredita que Rocha Loures o denuncie até porque “ele é uma pessoa decente”.

-- Eu duvido que ele faça uma delação. E duvido que ele vá me denunciar. Primeiro, porque não seria verdade. Segundo, conhecendo-o, acho difícil que ele faça isso, afirmou.
No entanto, Temer disse que não se pode prever “o que pode acontecer se eventualmente ele tiver um problema maior”.
Mais uma vez, Temer se disse surpreso com o fato de Rocha Loures de aceitar uma mala com R$ 500 mil numa pizzaria em São Paulo. Na verdade, disse, não sabe a que a que atribuir isso. Talvez a uma “ingenuidade suprema”.

Foro

Rodrigo Rocha Loures mantém o foro privilegiado mesmo que não exerça mais o mandato de deputado?
Na avaliação do presidente Michel Temer, mantém sim. Isto porque, sustenta, processualmente está ligado a ele. Vejam a pergunta e a resposta:
-- Com a saída de Osmar Serraglio do Ministério da Justiça, o Rodrigo Rocha Loures perdeu o foro privilegiado. O senhor pretende garantir o foro a ele?
-- Não pretendo. Isso não é verdade. Aliás, processualmente, ele está vinculado a mim e não perde o foro por causa disso.

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA