terça-feira, 4 de abril de 2017

Victor da Dupla Victor é Léo é indiciado por agressão à mulher grávida! Câmeras filmaram tudo!

Victor e Poliana têm uma filha de 1 ano e anunciaram em janeiro a segunda gravidez

cantor Victor Chaves, da dupla sertaneja Victor & Leo, foi indiciado por agressão pela PC-MG (Polícia Civil de Minas Gerais) nesta terça-feira (4). Aos 41 anos, o sertanejo é acusado de bater na própria mulher, Poliana Bagatini, que tem 29 e está grávida.
O termo técnico da acusação contra Chaves é "vias de fato", de acordo com a polícia (leia nota na íntegra ao final do post)
A Lei de Contravenções Penais prevê pena de prisão, de 15 dias a 3 meses, ou multa caso o sertanejo seja condenado pela Justiça.

O sertanejo nega as acusações. A reportagem do R7 procurou a assessoria do cantor para comentar o indiciamento, mas não obteve retorno até a publicação deste conteúdo.
A agressão
O caso teria acontecido no apartamento dos dois e a mulher do sertanejo apresentou queixa depois do ocorrido.
No documento, a companheira do sertanejo afirmou que depois de uma discussão com o marido, ele a jogou no chão e a chutou diversas vezes.
Chaves também a teria impedido, junto com um segurança, de sair do prédio e a empresária só foi embora com a ajuda de uma vizinha, que ouviu a briga e a ajudou.
Após a denúncia, Victor Chaves se afastou do The Voice Kids, programa no qual atua como técnico.
Recuo
Dois dias depois do incidente, a mulher de Victor fez um post no Instagram em defesa do marido. No texto assinado, explicou que tudo começou com uma discussão dela com a sogra. No depoimento, ela deixa claro que não houve agressão.
— Vitor não me machucou e nunca me machucaria e, para comprovar, a inexistência de qualquer lesão, resolvi fazer a perícia no IML.
Poliana ainda disse que ela e o filho estão bem.
— Apesar do transtorno que toda a repercussão nos causou, meu bebê e eu estamos em pleno estado de saúde.
Leia a nota da Polícia Civil de Minas Gerais:
"A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informa que relatou à Justiça o inquérito instaurado a partir da denúncia de agressão registrada por Poliana Chaves.
Assim, diante das provas coletadas, a PCMG concluiu pelo indiciamento de Victor Chaves pela contravenção penal prevista no artigo 21, do Decreto Lei 3.688/41, vias de fato, conforme demonstrado no laudo pericial das imagens das câmeras de segurança do prédio e pelo depoimento da vítima.
Não será concedida entrevista."

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA