terça-feira, 25 de abril de 2017

GUARAPUAVA; ROUBOS E FURTOS NA VILA CARLI, BOQUEIRÃO, SANTANA, MORRO ALTO,


– FURTO SIMPLES

 No dia 24 Abr. 17, às 08h17min, policiais militares deslocaram até a Rua Tupinambá, Bairro Vila Carli, onde prestaram atendimento a uma ocorrência de natureza furto simples. No local, o solicitante (21) relatou que ao acordar perto das 7 horas deu por falta de sua motoneta Honda Biz, cor amarela, sendo que não houve arrombamento e como mora em kitnet, várias pessoas têm acesso ao portão. Foi realizado patrulhamento e não foram localizados os autores ou a motoneta. A vítima foi orientada quanto aos procedimentos. 


– ROUBO


 No dia 24 Abr. 17, às 08h55min, policiais militares deslocaram até a Rua Leonardo Koblinskik, Bairro Boqueirão, onde prestaram atendimento a uma ocorrência de natureza roubo. No local, a solicitante (19), relatou que um homem trajando roupas pretas e capacete preto, adentrou em sua panificadora e em posse de uma faca, deu voz de roubo, subtraindo, certa quantia em dinheiro e em seguida evadiu-se rumo ignorado. A equipe realizou patrulhamento, mas não logrou êxito na busca pelos suspeitos. 


ROUBO 

No dia 24 Abr. 17, às 11h50min, policiais militares deslocaram até a Rua Professor Becker, Bairro Santana, onde prestaram atendimento a uma ocorrência de natureza roubo. No local, a solicitante (22) relatou que transitava pela Av. Manoel Ribas, esquina com a Rua Professor Becker, quando foi abordada por um homem, o qual simulou estar armado e lhe roubou seu celular. Foi realizado patrulhamento, não localizado o autor, sendo orientada a vítima. 

 DANO QUALIFICADO
 No dia 24 abr. 17, às 22h30min, policiais militares deslocaram até a Rua Dário Borges de Liz, Morro Alto, na Penitenciária Industrial de Guarapuava, onde o solicitante informou à equipe que escutaram sons vindos de uma das galerias da penitenciária, ao ir verificar se deparou com alguns cortes do lado de fora da cela, indicando que os internos tentariam uma fuga, foi então verificado o interior da cela e constatado que os internos (40 e 28) haviam danificado a parede da cela para fazer um buraco no intuito de fugir, no interior da cela também foram encontradas cordas feitas com lençóis, conhecidas vulgarmente por “terezas”, que seriam utilizadas para auxiliar na fuga. O material encontrado na cela foi recolhido pela equipe da penitenciária, os internos foram transferidos para outra cela e foram orientados os agentes quanto aos procedimentos cabíveis.


ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA