sexta-feira, 31 de março de 2017

REQUIÃO AFIRMA SER DEFENSOR DA LAVA JATO, MAS DEFENDE PROJETO DE ABUSO DE AUTORIDADE EM CURITIBA

 "A lei existe para ser cumprida, não para ser interpretada, disse Requião"

Ao participar, nesta sexta -feira , de uma  audiência pública cujo  debate foi a  proposta do governo Michel Temer que muda o regime previdenciário, no plenário da Assembleia Legislativa do Parana em Curitiba , o senador Roberto Requião voltou a defender a proposta que pune o abuso de autoridade, do qual é relator.
Em entrevista à imprensa, Requião sustentou que o projeto, não ameaça a Lava Jato. A não ser – disse ele – se a operação, comandada pelo juiz Sérgio Moro, “se suportar apenas no abuso de autoridade”.
Questionado se é contra a Lava Jato, Requião lembrou que ele foi o primeiro senador a defender a operação que, garantiu, só lhe traz “alegria”.

Ao contrário do que muitos temem, o senador peemedebista garantiu que o projeto, que é de autoria do senador Renan Calheiros, e que tramita no Senado desde o ano passado, tão somente “esclarece minuciosamente o que é abuso de autoridade”.

Moro

Ao participar, ontem, da audiência pública na Câmara dos Deputados que debateu a proposta que pune o abuso de autoridade, o juiz Sérgio Moro disse que os magistrados estão preocupados porque o que se receia é que, a pretexto de se coibir abuso de autoridade, seja criminalizada a interpretação da lei.
Requião rebateu a fala do juiz.
-- A lei existe para ser cumprida, não para ser interpretada, disse.

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA