quarta-feira, 22 de março de 2017

A SALADA DO BRASILEIRO ESTÁ MAIS CARA. ALFACE, TOMATE E CENOURA ESTÃO MAIS CAROS SEGUNDO A CONAB


                                              A salada do brasileiro está mais cara. 
 A alface, tomate e cenoura, ingredientes básicos de uma boa salada subiram de preço em fevereiro.  O clima ruim nas regiões de produção das hortaliças forçou o aumento nos preços. 
Em São Paulo, a alface subiu mais de 104 por cento e chegou a ser vendida a DOIS REAIS em 86 centavos o quilo. 

 Já a cenoura subiu quase 60 por cento e chegou a ser comercializada a DOIS e 11 o quilo. 
  O maior preço do tomate foi registrado em Recife onde o quilo chegou a UM REAL e 51 centavos. Por outro lado, a cebola registrou queda no preço. 
 Em Brasília a hortaliça está sendo vendida a UM real e 27 centavos, uma queda de 15 por cento em relação ao mês anterior.
 As frutas também apresentaram queda, a banana baixou quase 32 por cento e o menor preço foi registrado em Curitiba, UM REAL de 57 centavos. 
 Maça e mamão também estão mais baratos.  Já a laranja, muito consumida no país, teve alta de 60 por cento, mesmo com a produção da safrinha de São Paulo. 
 Os maiores preço registrados foram  no Acre com DOIS REAIS o quilo e em São Paulo onde a fruta está sendo comercializada a DOIS REAIS e 49 centavos. 
 Os dados são da Companhia Nacional de Abastecimento, a Conab, através do boletim ProHort, que pesquisa os preços dos alimentos nos Ceasas de todo o país.



ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA