terça-feira, 6 de setembro de 2016

Sem saída financeira, 55% dos brasileiros buscam trabalho extra para complementar renda

Muitos dados positivos conquistados por governos anteriores
  retrocederam!

 A alta da inflação e a queda na renda das famílias obrigaram 55% dos brasileiros a buscar um trabalho extra para conseguir pagar as contas. Desses, 29% não encontraram nada. 
Os dados foram divulgados pelo jornal O Globo e são de pesquisa da FGV Projetos, feita a pedido da Fecomércio do Rio de Janeiro. 
Consultado por O Globo, o diretor da FGV Social, Marcelo Neri, observa que pela primeira vez, desde 1992, houve piora em dois indicadores fundamentais para as famílias:
a renda do trabalho e a domiciliar per capita, que soma também recursos de aposentadoria e programas sociais. O agravamento desse quadro resultou também em um forte aumento da desigualdade social.  
O deputado federal Rodrigo de Castro, do PSDB lamenta que muitos dados positivos conquistados por governos anteriores tenham retrocedido, e afirma que será necessário um esforço grande para recuperá-los.
"Muitos dados positivos já foram revertidos. Os indicadores sociais mostram isso de maneira muito clara. Agora é necessário um grande esforço de reconstrução nacional. Mas paralelo a isso, é necessário dar nomes aos bois. Tem que ficar muito clara a destruição que o PT fez do patrimônio de todos os trabalhadores e da qualidade de vida de todos nós."
 O desemprego de quase 12 milhões de brasileiros também jogou para o alto o Índice Gini, principal indicador de distribuição de renda, que subiu de 0,515 para 0,525. Quanto mais próximo de um, maior é a desigualdade.

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA