terça-feira, 13 de setembro de 2016

Assustador: Setor automotivo corta 200 mil vagas


 Desde o ano de 2014, o setor automotivo cortou cerca de 200  mil vagas de emprego.
 Os números prometem seguir em alta, pois as fábricas do ramo devem passar por ajustes e continuar com o programa de demissão voluntária, que atraiu pelo menos 1.200 funcionários nos últimos dias.
 O motivo da queda é a crise econômica intensificada há dois anos no Brasil. O economista e deputado federal Giuseppe Vecci, do PSDB , destaca a importância do setor para a economia brasileira.


"Tem uma importância grande na economia brasileira pela multiplicação que existe de todo o setor. Não só dos automóveis, mas de auto peças, de revendedoras. Então nisso há uma grande geração de empregos de divisas internas e externas. É lógico que todos os setores, em especial este, pelo que se vê tiveram reflexos negativos com essa crise que nós estamos vivenciando há muito tempo."

 A produção nacional despencou de 3,7 milhões de veículos para pouco mais de 2 milhões de unidades até o fim deste ano. O número equivale a patamares de dez anos atrás. Para Giuseppe Vecci, a queda é fruto de uma má gestão no país.

"É um setor importante e, infelizmente, a gente vê que é mais um índice negativo que o Brasil tá pagando por essa incompetência política, econômica formulada. A chamada matriz econômica da presidente Dilma. Nós só vamos ter condições de poder devolver isso, se o país voltar a crescer. Se o país voltar a crescer, o país tem que ter coragem de fazer as reformas fundamentais estruturantes que possam criar condições de um crescimento maior.

 Consultores da área ainda preveem uma recuperação lenta. O setor deve demorar aproximadamente quatro anos para voltar a vender índices parecidos com os dos anos de 2009 a 2014.

Mais detalhes e todas as fotos acesse  no face do 
NOTICIAS POPULARES DE GUARAPUAVA!

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA