terça-feira, 30 de agosto de 2016

Mãe usa crucifixo para matar filha por acreditar que ela ‘estava possuída’


Juanita Gomez, de 49 anos, foi presa sob a acusação de usar um crucifixo para matar a própria filha, Geneva, de 33, na casa da família,, no último sábado (27).
O site do jornal local "News OK" informou que a mulher forçou o crucifixo e um medalhão religioso na garganta da filha até que ela sangrasse por acreditar que ela estava possuída por forças malignas.

A polícia informou que Geneva foi encontrada deitada no chão da residência com os braços abertos e um crucifixo sobre o peito. Ela sofreu lesões no rosto e na cabeça. A mulher ainda limpou o corpo da filha após matá-la.
Mãe e filha trabalhavam juntas, como massoterapeutas em  em Oklahoma City (EUA), e eram muito próximas, quase como irmãs, conforme informaram pessoas que conviviam com as duas. "Elas faziam as unhas, o cabelo e tudo juntas", disse Francisco Merlos, namorado de Geneva, ao jornal local.
Nas redes sociais, vizinhos lamentaram o caso e descreveram Geneva como "um anjo".
Juanita continua presa, sem direito à fiança, e irá responder por homicídio.
As informações são do UOL/Rede TV.

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA