sexta-feira, 29 de julho de 2016

POLICIA MILITAR ORIENTA COMO NÃO CAIR EM GOLPE!




1. Suspeite de pessoas que ofereçam prêmios tentadores (bilhetes premiados de loterias, jóias, recompensas, prêmios fáceis, etc). Nada vem de graça. Desconfie de dinheiro e ganho fácil;
2. Se achar na rua objetos, folha de cheques, cartões, carteiras, imediatamente solicite o apoio da PM para o devido registro. Muitas vezes os golpistas usam esse momento para enganar as pessoas, oferecendo falsas recompensas.


3. Desconfie de prêmios que chegam pelo celular, geralmente com DDD de outro estado. Neste caso as pessoas se empolgam, retornam para o telefone que esta na mensagem e realizam depósitos em dinheiro para liberação do “suposto prêmio”.
4. Ao retirar dinheiro do banco, guarde-o com cuidado em local discreto. Não conte dinheiro em público. Saindo do banco, certifique-se que não está sendo seguido;
5. Nunca exiba grande quantidade de dinheiro perante outras pessoas. Separe previamente a quantia necessária as suas pequenas despesas (transporte, cigarro, etc);
6. Evite que os idosos andem desacompanhados por locais desertos ou por ruas de comércio muito movimentado, alertando-os para que tomem cuidado com os "contos do vigário", praticados por marginais bem falantes; cuidado especialmente com pessoas que venham lhe oferecer terrenos em locais distantes, planos de aposentadoria, jóias achadas na rua, curas milagrosas, correntes e alianças de ouro, etc;
7. Evite a ação de ladrões, não ostentando correntinhas ou jóias em locais movimentados;
8. Não carregue consigo objetos de valor, cartões de crédito ou todos seus documentos, se não houver absoluta necessidade;
9. A ambição desmedida do lucro fácil favorece os vigaristas. Não se deixe levar por ofertas fabulosas;
10. Negócios muito vantajosos que surgem da noite para o dia geralmente dissimulam um conto do vigário. Tenha cuidado!
Conheça os golpes mais aplicados por estelionatários 


1) Golpe do Bilhete Premiado: Caso apareça alguém com um bilhete de loteria premiado, desconfie. É um golpe. O golpista diz que está precisando de dinheiro de maneira rápida, e, com a ajuda de outras pessoas (também estelionatários), enganam a vítima. A vítima dá uma quantia em dinheiro e fica com o suposto bilhete, que de premiado não tem nada.


2) Torpedo Premiado: a vítima recebe torpedos SMS (mensagens via celular) informando a pessoa que ganhou um prêmio. Ela entra em contato com o número e acaba colocando crédito para algum número de celular ou mesmo depositando dinheiro em determinada conta. Os estelionatários também usam nomes de programas de televisão para enganar as vítimas.

3) Falso Sequestro: a vítima recebe uma ligação no seu celular. Do outro lado da linha alguém diz que está em poder de seu filho(a) e exige dinheiro para libertá-lo(a). A pessoa não pode se apavorar, devendo fazer contato com a suposta vítima do sequestro. Outra dica: peça para o “sequestrador” perguntar ao “sequestrado” algo que só ele saiba, como o nome do seu cachorro, o número do seu celular, time de futebol preferido.


4) Carro Quebrado: O estelionatário se passa por parente ou conhecido da vítima, dizendo que está com o carro quebrado e que precisa de dinheiro para o guincho ou para pagar o mecânico. Acreditando que o parente ou conhecido está com dificuldades, realiza o depósito bancário ou ainda coloca crédito de celular para supostamente realizar contato com a seguradora.

5) Envelope Vazio: típico golpe realizado em transações comerciais, como na compra e venda de produtos. Ex: carros, celulares. O estelionatário faz a compra de determinado produto, realizando o pagamento via depósito em um envelope sem o dinheiro. Ele apresenta o comprovante de pagamento, a vítima entrega o produto, descobrindo mais tarde que sofreu um golpe, pois o envelope estava vazio. Dica para não cair neste golpe: confirme junto ao Banco se o valor depositado foi devidamente descontado ou se está bloqueado. Se estiver bloqueado, trata-se de Golpe.

6) Confirmação de Dados: o estelionatário liga para a vítima se passando por funcionário de determinada empresa, dizendo que precisa que a vítima confirme alguns dados para fins de atualização do sistema. A vítima passa os dados e o estelionatário os utiliza para transações comerciais em nome da vítima. Dica para não cair neste golpe: nunca passe seus dados por telefone. Nunca.

7) Falsa Casa da Praia: típico golpe realizado no final de ano. O Estelionatário coloca um anúncio em algum site, ofertando uma Casa para alugar na praia, colocando as fotos e um preço atrativo. A vítima entra em contato com o estelionatário, dá uma entrada (sinal) e depois o Estelionatário some. Dica para não cair neste golpe: não alugue um imóvel de uma pessoa que não é profissional na área (Corretor de Imóveis).

8. Gincana de programas de TV
Geralmente cometido por detentos de dentro presídios com o objetivo de arrecadar créditos de celular. Neste golpe, o criminoso envia uma mensagem de texto dizendo que a pessoa acabou de ganhar, um carro, uma casa ou algum eletrodoméstico e que para receber o bem, basta seguir as instruções contidas na mensagem. Quando a vítima compra o crédito de celular, o golpista oferece novos prêmios em troca de mais créditos. A orientação neste caso é que as pessoas saibam que programas de televisão não realizam gincanas através do telefone nesses moldes. 

9. Pacote de dinheiro
Os estelionatários observam a futura vítima sacando elevada quantia em dinheiro em um banco e a seguem. Um deles deixa propositadamente cair uma folha de cheque de alto valor ou um pacote de dinheiro falso, visando chamar a atenção da vítima. Um segundo estelionatário, aproxima e diz que também viu o acontecido e convence a vítima que os dois devem juntos devolver o dinheiro. Neste momento, o estelionatário "descuidado" se diz agradecido e oferece uma recompensa à vítima e ao comparsa, dizendo que eles deverão comparecer a um escritório, para receber a dita recompensa. O golpista vai receber a suposta recompensa e volta com uma boa quantia em dinheiro, despertando o interesse da vítima. Na sua vez de receber a recompensa, a vítima é orientada a deixar a sua bolsa e seus objetos pessoais, somente percebendo que foi vítima de um golpe quando os estelionatários já desapareceram.



COMUNICAÇÃO SOCIAL – 16º BPM

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA