quarta-feira, 29 de junho de 2016

PF deflagra Operação Quijarro contra tráfico de drogas e lavagem de dinheiro na Fronteira

Operação Quijarro tem como foco quadrilha de tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro. (Foto: Divulgação/PF)

A Polícia Federal faz nesta quarta-feira (29) uma operação de combate a uma organização criminosa internacional de tráfico de drogas nos estados do Paraná, Mato Grosso do Sul e São Paulo. No total, devem ser cumpridos 81 mandados judiciais, sendo 14 de prisão preventiva, 17 de busca e apreensão em imóveis, 43 de busca e apreensão de veículos e 7 de condução coercitiva, quando os suspeitos são encaminhados para prestar depoimento. 
Os mandados são cumpridos em Londrina e Araucária, no Paraná, Corumbá, no Mato Grosso do Sul, Martinópolis, Presidente Prudente e São Paulo, no estado paulista.
As investigações da PF mostraram que um dos grupos responsáveis pelo transporte de cocaína estava instalado em Londrina, no norte do Paraná, e possuía ramificações em outras cidades do Brasil, Bolívia, Colômbia e até Espanha.
A operação de hoje é resultado de uma cooperação internacional com a polícia da Bolívia. Por lá, a polícia conseguiu prender um dos traficantes mais procurados do país. Ele era responsável pela entrada de cerca de duas toneladas de cocaína todos os meses no Brasil. Mais de 3 toneladas da droga já foram apreendidas e cerca de 10 milhões de dólares foram sequestrados do núcleo boliviano do esquema.
A quadrilha usava caminhões especialmente preparados para transportar a cocaína. A droga ficava escondida em fundos falsos. Os bandidos simulavam transportes lícitos para driblar as fiscalizações na Fronteira.  Os caminhões era dirigidos por motoristas com experiência nesse trajeto, acostumados com o transporte de drogas.
Os presos nesta operação vão responder por tráfico internacional de drogas, lavagem de dinheiro, associação para o tráfico, falsificação de documentos públicos e privados, furto, roubo, homicídio e organização criminosa. A operação de hoje foi batizada de Quijarro em referência à cidade de Puerto Quijarro, na Bolívia. O município faz fronteira com a cidade de Corumbá, no Mato Grosso do Sul, e era por lá que entrava a droga no Brasil.

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA

ENTRE EM CONTATO - SUA PAUTA
LIGUE JA